Cetro SitesCompras online E-commerce: 7 histórias de empresas que tiveram sucesso
Conheça 7 histórias de empresas que apostaram no e-commerce e fazem o maior sucesso

E-commerce: 7 histórias de empresas que tiveram sucesso

Neste artigo, você vai conhecer histórias de empresas que optaram pelo e-commerce e fazem o maior sucesso na internet. São nomes que vão dos gigantes que faturam bilhões aos pequenos empresários que mudaram suas vidas para melhor com empreendimentos online.

A chegada da internet: uma grande transformação 

o surgimento da internet iniciou uma onda de transformações em diversos aspectos da vida de todos.

Desde os relacionamentos interpessoais à criação de leis, a vida online se expandiu e adquiriu características muito próprias, como um verdadeiro mundo – porém digital.

Dentre os aspectos que se transformaram em função da chamada Revolução Digital – termo que diz respeito ao advento da internet e ao conjunto de transformações que isso gerou no mundo todo, comparável ao termo e ao impacto da Revolução Industrial, – estão os hábitos e comportamentos de compra e venda.

Algumas empresas visionárias vislumbraram, no início desta Revolução Digital, oportunidades de um crescimento que, de fato, ocorreu.

Atualmente, já é fato notório que o futuro de muitos nichos profissionais está, majoritariamente ou minimamente em grande parte, na internet.

Seja utilizando-a para posicionamento de marca, para vendas, de fato, ou para alcance de novos clientes, a internet é, hoje, um ambiente propício para o crescimento de qualquer negócio.

Empresários que insistem em manter seus empreendimentos fora da rede estão indo contra a maré, ao passo que aqueles que entendem os novos rumos do comércio tem tido cada vez mais oportunidades de faturar online.

Para entender melhor a grandiosidade e o poder que a internet pode oferecer as marcas, nós reunimos 7 cases de sucesso, sobre empresas milionárias e conhecidas mundialmente e, também, empresas de pequenos empresários, que atingiram um sucesso inimaginável através da internet.

Grandes empresas e o sucesso adquirido com o e-commerce

Netshoes

Em 2000, os amigos Marcio Kumruian e Hagop Chabab fundaram uma modesta loja de calçados em São Paulo.

No início, o quadro de funcionários da empresa era formado por duas pessoas, mais os dois sócios.

Em apenas 15 anos, tornou-se famosa como a maior loja virtual de artigos esportivos do mundo.

Contudo, até alcançar este posto a empresa passou por muitos percalços. Ao entrar no ambiente virtual, a Netshoes passou dois meses sem vender nada pela rede.

Somente no terceiro mês de loja virtual o primeiro par de sapatos foi vendido. No quarto mês, um aumento de 100% e dois pares vendidos.

Visualizando as possibilidades que a internet oferecia e então já prometia, em 2007, a loja física foi fechada e a Netshoes passou a vender apenas online.

O curioso sobre este case de sucesso é sua agressiva tática de crescimento.

Até hoje, a Netshoes, empresa que fatura 1,3 bilhões de reais, não obtém lucro, ou não mantém o foco no lucro: há um alto custo em se manter como líder de mercado, com grandes investimentos em satisfação do cliente, em divulgação da marca e em preços competitivos.

Em 2017, a Netshoes resolver investir na bolsa de valores e solicitou abertura de capital na bolsa de Nova Iorque.

Um das grandes lições que a Netshoes ensina é que nem sempre o objetivo principal deve ser o lucro: às vezes, vale mais a pena a consolidação e o posicionamento da marca!

Amazon

Em 1995, época em que a internet e os computadores pessoais estavam se popularizando, surgiu a Amazon, com uma simples, inteligente e visionárias ideia: vender livros pela internet.

Os livros, diferentes de artigos como sapatos e roupas, por exemplo, não precisam ser provados para serem comprados.

Para compra de um livro, informações como autor, editora, ano, valor, resenha, medida e peso são mais que suficientes para que um possível comprador se decida.

Com esta escolha estratégica do que vender, a Amazon cresceu com o ritmo da internet e hoje se encontra entre as 70 marcas mais valiosas do mundo.

Atualmente, além de vender uma infinidade de produtos e livros completamente digitais, possui ainda seu próprio aparelho para leitura dos livros digitais.

A adaptação a um novo mercado em potencial, repleto de promessas que se cumpriram, foi o pulo do gato para a Amazon, que se forjou para funcionar através da internet.

Nasty Gal

Em 2006, Sophia criou uma conta no E-bay através da qual vendia roupas compradas em brechós e customizadas por ela.

Muito apidamente começou a fazer sucesso com suas roupas vintage e logo criou seu próprio e-commerce, o Nasty Gal.

A jovem empreendedora fez seu polêmico site crescer muito rapidamente.

Apesar do assumido temperamento difícil de Sophia Amoruso, retratado de forma quase caricata no seriado, seu site chegou a valer 200 milhões de dólares.

Recentemente, foi anunciada falência e o empreendimento, que continua online e operante, foi vendido por U$20 milhões.

Sophia Amoruso, então com seus 22 anos, criou uma conta despretensiosa num site de compra e venda online e, apesar de se ter envolvido em algumas polêmicas com compradores, seu site cresceu e se posicionou no mercado a tal ponto que inspirou a criação da série em parceria com a Netflix.

O sucesso de pequenas e médias empresas ao adotarem o e-commerce

Nem só de empreendimentos milionários e bilionários se faz o sucesso online. Muito pelo contrário. De fato, há muitas empresas gigantescas cuja base de vendas é digital, mas pequenos negócios também tentem muito a crescer e prosperar na internet.

Foi o que aconteceu com os cases de sucesso a seguir.

Balaio de Santo

A história da criação deste e-commerce é um verdadeiro exemplo de sucesso através da internet, por um dos vieses que mais gosto de abordar: a incrível possibilidade que o meio digital oferece para que pessoas se reinventem, reinventem suas carreiras, seu modo de vida, e partem em busca daquilo que realmente gostam, acreditam ou querem.

Foi o que aconteceu com Gabriela Molinaro Gomes, fundadora do site: ao longo do curso de Publicidade e Propaganda, Gabriela começou a trabalhar no banco Itaú, onde passou a se sentir pressionada e exaurida com as cobranças do trabalho, o que a fez passar, inclusive, por crises de pânico e adentrar o início de depressão.

Largou o emprego e durante um ano sofreu com a doença, desmotivada e sem trabalhar.

Antes de frequentar a faculdade, Gabriela ajudava sua mãe artesã a fazer artesanato e, após este tempo sofrendo com a depressão, resolveu voltar a produzir as peças.

Durante dois anos ela trabalhou na Avenida Paulista. Umbandista, percebeu que não encontrava bijuterias com temas relacionados à sua religião, o que a motivou a produzir peças temáticas.

Foi quando resolveu criar o Balaio de Santo, que, de acordo com ela, foi um sucesso instantâneo.

Com menos de dois anos de funcionamento, o Balaio de Santo, que vende artigos como chaveiros, guias, relógios de pulso, tornozeleiras, chaveiros, dentre outros, relacionados aos Orixás, tornou-se a maior loja de acessórios religiosos do Brasil.

O sucesso de seu e-commerce foi tamanho que seu parceiro, veterinário, também deixou sua profissão para trabalhar no site, que tem muitos planos de crescimento.

Muskinha

Este é outro e-commerce que surgiu através de uma bela transformação na vida de pessoas.

O site vende móveis e objetos de madeira feitos de forma artesanal para crianças.

Os fundadores do site, um casal com duas filhas, contam que quando a filha caçula nasceu, perceberam que estavam desconfortáveis com seus trabalhos, pelo tempo que passavam fora de casa e distante das filhas.

A construção do quarto da nova integrante da família foi o pontapé inicial para que o casal encontrasse seu verdadeiro nicho de mercado: todo o quarto foi montado e confeccionado por eles, segundo o método Montessori.

Tamanho foi o sucesso da empreitada que logo começaram a fazer móveis para amigos e amigos de amigos, quando perceberam que haviam encontrado seu ramo.

Assim, criaram uma pequena marcenaria em São Paulo onde produzem móveis e objetos de madeira sensacionais, que tem grande ligação com o universo lúdico essencial para o desenvolvimento das crianças.

O site é um sucesso e os produtos inovadores e criativos.

Simple Dog

Este é um case de sucesso que merece ser mencionado por diversos motivos!

Duas irmãs, uma publicitária e a outra administradora, por conta de sua paixão por cães, resolveram buscas formas diferentes de alimentar seus animais.

Após conversas com veterinários e muitas leituras, elas descobriram que havia uma forma diferente de tratar dos animais que não com a tradicional ração.

Queriam para eles uma alimentação mais saudável, natural e saborosa, o que era difícil de fazer no dia a dia.
Por isso criaram a Simple Dog, alimentação natural, saudável e desidratada para cachorros.

De acordo com as próprias irmãs, todos os produtos naturais, sem aditivos químicos de nenhum tipo e podem, inclusive, não contém partes de alimentos que os próprios donos não comeriam, como acontece com as rações.

Os alimentos Simple Dog se tornaram um sucesso e são vendidas em lojas online e também em diversos e-commerces.

Diabética Tipo Ruim

Outro case de verdadeiro sucesso e incontestável superação, é o da loja Diabética Tipo Ruim.

Marina Barros, fundadora do site, foi diagnosticada com Diabetes Tipo 1 aos 15 anos, e desde então viveu momentos de superação e encarou um longo processo de aceitação da doença.

Encarando-a de frente, Marina criou um blog que começou a alimentar em forma de diário, que cresceu muito, e escreveu também um livro.

Marina tem o propósito de falar sobre o lado emocional da doença, que modifica muito a vida de seus portadores.

Como parte de todo este belo projeto, Marina criou um e-commerce no qual vende diversos tipos de produtos: desde camisa, bonecas, bonés, produtos para customizar, até aparelhos e utensílios que portadores de diabetes devem carregar todo o tempo.

De acordo com ela, seus produtos tem o propósito de incentivar aceitação da doença e tornar seu tratamento mais leve e fashion.

“Welcome to” a loja mais diabética da internet! Me chamo Marina e escrevo para o Blog Diabética Tipo Ruim há pouco mais de 2 anos. A loja surgiu da necessidade de ter produtos bacanas que sejam os porta-voz da nossa doença.

Aqui você vai encontrar produtos que tem um único propósito: incentivar a aceitação da doença e tornar o seu tratamento mais fashion, além de mais leve!

Em seu site, ela conta que seus produtos são desenvolvidos para que os compradores também sejam propagadores de informações sobre a doença.

Além do sucesso absoluto do site de vendas, esta história é repleta de inovação e superação.

Quero ter meu e-commerce

Se você se inspirou com essas histórias e resgatou aquela ideia de ter sua própria loja na internet, esta é a hora de começar!

Para isso, entre em contato com a Cetro Sites e nos conte um pouco sobre a sua marca e o seu produto. Nós temos um plano ideal para quem busca este serviço e, sem dúvida alguma, esse era o passo que faltava para o seu negócio deslanchar na internet.

 

 

 

Sobre Nós

Com mais de 15 anos de Experiência em Marketing, a Cetro Sites é uma Agência que nasceu com um único objetivo, fazer os Sites mais Incríveis do Brasil, baseando-se em metodologia inédita de criação e desenvolvimento, usando as melhores práticas e o que existe de mais moderno no Mundo.
Saiba Mais

Cetro Sites

contato@cetrosites.com.br

44 9 8425.5555

Redes Sociais

Links Úteis

Formas de Pagamento

Precisa de ajuda? Converse conosco